Coordenadoria de Controle Interno

Pessoal

Ana Emília Taigy De Medeiros E Queiroz Mello - Coordenadora
E-mail: emilia.taigy@tre-pb.jus.br - Telefone: 3512.1235

Cosmo Alves Da Silva
E-mail: cosmo.alves@tre-pb.jus.br - Telefone: 3512.1235

 

Estrutura

Seção de Auditoria e Avaliação de Gestão – Área de Pessoal (SEAGP)

Seção de Auditoria e Avaliação da Gestão – Área Administrativa (SEAGA)

Seção de Contas Eleitorais e Partidárias – SECEP

 

Competências

À Coordenadoria de Controle Interno compete:

I - planejar, coordenar, orientar e dirigir as atividades da SEAGP, SEAGA e SECEP, mantendo a Presidência informada sobre o andamento dos trabalhos;
II - apoiar o Controle Externo no exercício de sua missão institucional;
III - representar o Tribunal junto aos órgãos de Controle Interno e de Controle Externo da União;
IV – avaliar o cumprimento das metas previstas no Plano Plurianual, a execução dos Programas e do Orçamento do Tribunal; (Inciso com redação dada pela Resolução nº 15/2014 – TRE-PB).
V - orientar os administradores, com vistas à racionalização da execução da despesa, à eficiência, à eficácia, à economicidade e à efetividade da atuação das unidades gestoras;
VI - orientar as unidades na elaboração do Plano Anual de Auditoria do Tribunal;
VII - supervisionar a execução do programa de auditoria interna;
VIII - comunicar às autoridades competentes os resultados apurados nas auditorias realizadas;
IX - acompanhar as providências adotadas pelas áreas e unidades auditadas em decorrência de impropriedades e irregularidades detectadas nos trabalhos de auditoria, manifestando-se sobre a eficácia e eficiência das medidas e encaminhá-las ao TCU, quando for o caso;
X - recomendar a apuração de responsabilidade, sempre que os relatórios de auditoria revelarem situações anormais, quando as providências indicadas aos gestores não forem oportunamente tomadas ou nas hipóteses em que a evidência de irregularidades aconselhar tal medida;
XI - providenciar atendimento tempestivo às diligências oriundas do TCU;
XII - acompanhar a apreciação e o julgamento das contas dos gestores pelo TCU;
XIII - dar ciência das irregularidades ou ilegalidades ao TCU, comunicandose à Presidência desta Corte;
XIV - propor medidas a serem observadas pelas unidades gestoras, visando a conformidade dos atos praticados com as normas de gestão de pessoas e de administração financeira e orçamentária, contábil e de auditoria;
XV - emitir parecer de auditoria nos procedimentos de prestação de contas e tomada de contas especial, com formato e conteúdo definidos em decisão normativa emanada do TCU;
XVI - elaborar, em parceria com as respectivas unidades, o plano anual de desenvolvimento de gestão de pessoas da Coordenadoria, bem como indicar os servidores que participarão de cursos, treinamentos e outros eventos;
XVII - propor a edição de atos normativos relacionados à matéria de competência da Coordenadoria;
XVIII - conservar, pelo prazo legal, os papéis de trabalho produzidos na unidade.
XIX – avaliar os resultados da gestão orçamentária, financeira e patrimonial do Tribunal, quanto à eficiência e à eficácia. (Inciso acrescido pela Resolução nº 15/2014 – TRE-PB).
(Artigo e incisos com redação dada pela Resolução nº 22/2012 – TREPB).

Gestor Responsável: Coordenadoria de Pessoal +