Seção de Acompanhamento e Avaliação

Pessoal

Maria Do Socorro Leite Dantas - Chefe
E-mail: socorro.dantas@tre-pb.jus.br - Telefone: 3512.1311

Lígia Maria Meira Toscano Pereira
E-mail: ligia.meira@tre-pb.jus.br - Telefone: 3512.1311

Emanoel Martins Tavares Santos
E-mail: emanoel.tavares@tre-pb.jus.br - Telefone: 3512.1312

Rosiana Correia Ribeiro
E-mail: rosiana.ribeiro@tre-pb.jus.br - Telefone: 3512.1311

 

Competências

À Seção de Acompanhamento e Avaliação compete:

I - levantar aptidões, interesses e habilidades dos servidores, sugerindo sua lotação, bem como o remanejamento de pessoal, de acordo com o levantamento das necessidades das unidades;
II - integrar a Comissão de Avaliação Funcional, através do seu titular;
III - identificar as situações de desajuste funcional e ajustar a relotação necessária, sugerindo as providências cabíveis;
IV - executar, acompanhar e avaliar o processo de movimentação de pessoal na carreira, providenciando a documentação necessária às atividades da Comissão de Avaliação Funcional;
V - acompanhar o processo de avaliação formal de desempenho do servidor, para fins de promoção e progressão na carreira, expedindo os atos necessários;
VI - manter controle sobre os servidores em estágio probatório, autuando, instruindo e informando os respectivos processos e demais atos;
VII - controlar o cronograma de avaliação de desempenho e estágio probatório dos servidores, autuando, instruindo e informando os respectivos processos e demais atos;
VIII - identificar junto às unidades do Tribunal, em conjunto com a SECAT, a necessidade de aperfeiçoamento de pessoal, com base nos resultados obtidos nas avaliações de desempenho dos servidores;
IX - participar da elaboração do plano de avaliação de treinamento, sugerindo a escolha de variáveis e indicadores e criando instrumentos de avaliação de produtos e resultados;
X - desenvolver e manter atualizado o Cadastro de Potencial de Pessoas;
XI - implantar e acompanhar, em conjunto com a SECAT, programas e ações visando à otimização da qualidade, eficiência e produtividade dos servidores, bem como objetivando a melhoria das relações interpessoais, intersetoriais e dos serviços prestados à sociedade;
XII - manter atualizada a cartilha de orientação aos servidores;
XIII - realizar procedimentos de atualização do SGRH, nos módulos de lotação e progressão funcional;
XIV - identificar, junto às unidades do Tribunal, a necessidade de estagiários, para o suprimento das vagas instituídas ou existentes;

XV - instruir processos de concessão e pagamento da bolsa-auxílio a estagiários, propondo ajustes para que o valor concedido esteja compatível com outros órgãos federais, em verificando a disponibilidade orçamentária;
XVI - avaliar o desempenho de estagiários e expedir declarações ou certificados, salvo quando houver a contratação de agente de integração;
XVII - redigir os Termos de Compromisso de estagiários, anexando-lhe a documentação necessária, salvo quando houver a contratação de agente de integração;
XVIII - controlar as apólices de seguro dos estagiários, informando à seguradora as inclusões e exclusões que ocorrerem, salvo quando houver a contratação de agente de integração;
XIX - informar à COPAG a frequência dos estagiários para efeito de pagamento da bolsa-auxílio, salvo quando houver a contratação de agente de integração.

Gestor Responsável: Coordenadoria de Pessoal +