Gestão de Processos

A  Gestão  de  Processos apresenta-se  como uma  prática que direciona as funções de uma organização com base nas sequências de suas atividades, ao contrário da abordagem funcional tradicional, em que as instituições estão separadas por área de  atuação,  altamente  burocratizadas  e  sem  visão  sistêmica  do  trabalho  que  realizam. 

Nesse contexto, considera-se “Processo” o conjunto ordenado de atividades de trabalho que se inter relacionam, no tempo e no espaço, com entradas e saídas bem definidas, visando à produção de um determinado resultado para o Tribunal. Iniciam-se com o recebimento de uma demanda externa ao processo e são concluídos com a entrega de um resultado de valor ao cliente e/ou parte interessada.

O TRE-PB, através da Portaria 1003/2015 - PTRE/ASPLAN, aprovou sua Cadeia de Valor e instituiu seu Escritório de Processos Organizacionais e sua Metodologia de Gestão de Processos.

Cadeia de Valor do Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba compreende o conjunto dos seus principais processos de trabalho (Macroprocessos),  reunidos por categoria, interdependentes, que são executados para satisfação das necessidades dos usuários dos seus produtos e serviços, agregando valor à Instituição. Como desdobramento da Cadeia de Valor, temos a Arquitetura de Processos, com a discriminação dos macroprocessos, os processos que os compõem, seus produtos e objetivos.

O Núcleo de Processos e Qualidade (NPQ) do TRE-PB, vinculado à Assessoria de Planejamento, Estratégia e Gestão (ASPLAN), tem por finalidade promover a gestão por processos no âmbito da Justiça Eleitoral da Paraíba.

Metodologia de Gestão de Processos, por sua vez,  tem por objetivo promover o aprimoramento dos processos de trabalho para o alcance de melhores resultados, através da estruturação de métodos e boas experiências de gestão de processos, garantindo a integração destes nas diversas unidades envolvidas, no âmbito da Justiça Eleitoral da Paraíba.

O Relatório da Comissão de Processos Críticos traz informações sobre a Classificação dos Processos de Negócio por Nível de Criticidade.