Série Semanal de Notícias: Os Primórdios da Máquina de Votar

A Série Semanal de Notícias traz a segunda de cinco edições que versam sobre o Sistema Eletrônico de Votação no Brasil

#ParaTodosVerem: Banner da Série Semanal de Notícias; no canto superior esquerdo, o logotipo do ...

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB), por meio da Secretaria Judiciária e da Informação (SJI), sua Coordenadoria de Gestão da Informação (CGI) e sua Seção de Biblioteca e Memória Institucional (SEBMI), idealiza e orienta a realização da Série Semanal de Notícias, cinco edições que versam sobre o Sistema Eletrônico de Votação no Brasil.

Nesta segunda edição: "Os Primórdios da Máquina de Votar", faz referência aos dois primeiros capítulos da obra "O Voto Eletrônico", em comemoração aos 25 anos da implantação da Urna Eletrônica no Brasil, registrando e resgatando a história do desenvolvimento do Sistema Eletrônico de Votação pela Justiça Eleitoral.
 
Trechos da obra: "A máquina de votar traria segurança, controle, certeza de repetições exatas dentro de um sistema em que a ingerência humana criava, praticamente, o pior dos mundos – era isso que a experiência eleitoral ao longo da República Velha ensinava. E, por si só, era um símbolo de modernidade, o estandarte de um tipo de progresso que certa parte da elite política e intelectual dos anos 1930 enxergava como urgente. Este era o caldo cultural em que o Brasil aventou, pela primeira vez, inserir máquinas no sistema político-eleitoral. A hipótese de se utilizar um artefato mecânico em nosso processo de votação, portanto, responde a questões levantadas por dois movimentos históricos — político e de formação de mentalidades — que se entrelaçam e acabarão por se confundir.
(...)
Ao final da década de 1920 ocorreu uma ruptura na aliança entre os dois Estados mais poderosos do país, São Paulo e Minas Gerais, que haviam praticamente monopolizado a presidência da República ao longo dos primeiros 40 anos de experiência republicana. Foi um desacerto entre elites que possibilitou a formação de uma frente de políticos de Estados como Rio Grande do Sul, Paraíba e Minas Gerais. Esta frente, apoiada fortemente pela jovem oficialidade das Forças Armadas, concorreu à presidência da República tendo o gaúcho Getúlio Vargas como candidato. Em uma eleição em que todos os envolvidos se acusaram mutuamente de fraude, Vargas acabou derrotado pelo candidato paulista, Júlio Prestes".

Acesse esta parte da obra, CLICANDO AQUI.


Na próxima semana será abordado o tema "A Urna Eletrônica", com referência à obra "O Voto Eletrônico".

Confira também a edição anterior: Série Semanal de Notícias: O Voto Eletrônico

 

/alexandredias/

 

Redes Sociais oficiais do TRE-PB

 

Confira nosso canal no Youtube

Curta nossa página no Facebook

Siga nosso Instagram

Siga nosso Twitter

Siga nosso TikTok

Ouça nossos podcasts no Soundcloud

Ouça nossos podcasts no Spotify

Últimas notícias postadas

Recentes