TRE-PB sedia reunião de trabalho dos dirigentes dos Colégios Permanentes da Justiça Eleitoral

A reunião aconteceu no gabinete da presidência do TRE-PB.

#PraCegoVer: Da esquerda para a direita: Arthur Fialho, Telson Ferreira, Carlos Padim, Michelini...

O Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) sediou, na última sexta-feira (13), reunião de trabalho dos dirigentes dos Colégios Permanentes da Justiça Eleitoral, que aconteceu no gabinete da presidência. Este foi o primeiro encontro subsequente ao realizado em São Paulo, no início do mês de novembro último.

O desembargador Carlos Martins Beltrão Filho, presidente do TRE-PB; o desembargador Joás de Brito Pereira Filho, representando o Tribunal de Justiça da Paraíba; e a juíza Michelini de Oliveira Dantas Jatobá, membro do TRE-PB e presidente do Colégio de Ouvidores da Justiça Eleitoral; recepcionaram os dirigentes para o encontro, dos quais participaram o desembargador Carlos Eduardo Cauduro Padin, presidente do TRE-SP e presidente do Colégio de Presidentes dos Tribunais Regionais Eleitorais; o desembargador Waldir Sebastião de Nuevo Campos Júnior, vice-presidente e corregedor do TRE-SP e presidente do Colégio de Corregedores Judiciais Eleitorais; o juiz Telson Luís Cavalcante Ferreira, presidente do Colégio Permanente de Juristas da Justiça Eleitoral; a juíza Kamile Moreira Castro, vice-presidente do Colégio Permanente de Juristas da Justiça Eleitoral; o juiz Raimundo Nonato Silva Santos, ouvidor do TRE do Ceará; e o juiz Arthur Monteiro Lins Fialho, membro do TRE-PB, representando o presidente do Colégio de Diretores de Escolas Judiciárias.
O desembargador Waldir Campos Júnior, presidente do Colégio de Corregedores Regionais Eleitorais, enfatizou que os colégios têm oportunidade de desenvolver ações para aprimorar a atuação da Justiça Eleitoral, e afirmou que os dirigentes desses colégios têm a finalidade de desenvolver atividades para aumentar uma sinergia de integração junto aos outros colégios para que se possa aumentar essa rede e melhorar a atuação da Justiça Eleitoral.

O jurista Telson Ferreira, presidente do Colégio Permanente de Juristas da Justiça Eleitoral comentou que esta reunião foi uma “grande oportunidade” para que os cinco colégios da Justiça Eleitoral, reunidos em João Pessoa, debatessem sobre o que está acontecendo em cada colégio, e disse também, ser uma oportunidade para parabenizar o desembargador Padim, que é o presidente do TRE-SP e do Colégio de Presidentes dos Tribunais Regionais Eleitorais (COPTREL), que está terminando o seu mandato. Telson Ferreira desejou sucesso ao desembargador Waldir, que assumirá a presidência do TRE-SP; Em relação às pautas, Telson ressaltou que elas são de interesse de todos os colégios, e têm o objetivo de promover ações para fortalecer e integrar a Justiça Eleitoral brasileira.

O desembargador Padim lembrou que a Justiça Eleitoral procura sempre trocar experiências entre os seus regionais e seus colégios, e que essas reuniões são úteis para desenvolver soluções para os problemas, além de tratar de assuntos “não muito novos, mas de aspectos novos”, e deu exemplos: a uniformização da comunicação, o tratamento da desinformação, a questão da capacitação do eleitorado e a necessidade de a Justiça Eleitoral não esquecer seu papel fundamental de organizar as eleições. Padim avaliou o encontro como “muito produtivo”.

Segundo o desembargador Padim, não há certeza quanto ao próximo encontro para os dirigentes de colégios eleitorais, por isso, talvez ocorra no final de fevereiro ou início de março de 2020, e cogita-se que talvez seja em Brasília; já o COPTREL acontecerá nos 26 e 27 de março de 2020, em São Luiz, no Maranhão.

Últimas notícias postadas

Recentes